Linguagem - Língua francesa

Linguagem  >  Língua francesa

Língua francesa

O francês (français, AFI: /fʁɑ̃sɛ/) é uma língua românica com cerca de 136 milhões de falantes nativos no mundo. É língua oficial em 30 países, a maioria dos quais integra a chamada La Francophonie, a comunidade dos países francófonos. É língua oficial em todas as agências das Nações Unidas e em grande número de organizações internacionais.

São 500 milhões se incluídos os que a falam como segunda língua ou como língua estrangeira. Além do mais, cerca de 200 milhões de pessoas aprendem francês como língua estrangeira, o que faz dela a segunda língua mais ensinada no mundo seguida do inglês. Há comunidades francófonas em 56 países e territórios. A maioria dos falantes nativos vive na França, o resto vive essencialmente no Canadá, em particular, na província do Quebec, com minorias nas províncias atlânticas, em Ontário, e pelo resto do Canadá, assim como na Bélgica, na Suíça, em Mônaco, em Luxemburgo e no estado americano da Luisiana. A maioria dos que falam francês como segunda língua vive na África francófona, cujo número excede, pode-se argumentar, o de falantes nativos.

O francês descende do latim falado através do Império Romano, como também o são outras línguas nacionais como o italiano, o português, o espanhol, o romeno e o catalão, e línguas minoritárias como o provençal, o romanche e muitas outras. Seus parentes mais próximos são as demais langues d'oïl e as línguas crioulas baseadas no francês. Seu desenvolvimento também foi influenciado pelas línguas celtas nativas da Gália antes da chegada dos romanos e pela língua frâncica dos invasores francos após a partida dos romanos.

Adicionalmente, do século XVII a meados do século XX, o francês serviu como a linguagem preeminente da diplomacia e de assuntos internacionais, bem como a língua franca entre as classes educadas da Europa. A posição dominante da língua francesa só recentemente foi tomada pela inglesa, desde a emergência dos Estados Unidos como superpotência. Como resultado das ambições coloniais da França e da Bélgica, entre os séculos XVII e XX, o francês foi introduzido à América, à África, à Polinésia, ao Sudeste Asiático e ao Caribe.

Se bem que no passado muitos franceses gostassem de se referir à sua ascendência dos ancestrais gauleses, resta muito pouca influência céltica no francês atual. A maior parte do vocabulário é de origem latina e germânica (da língua dos francos).

Originalmente eram faladas muitas línguas e dialetos no atual território francês. Entre elas havia vários dialetos de langue d'Oïl, (como o Picardiano, o Valão, etc.), dialetos occitanos (o gascão, o provençal, etc.), o bretão, o basco, o catalão, o baixo-alemão, etc., mas com o tempo o dialeto da Île-de-France (a região em torno de Paris), o franciano, suplantou os outros e transformou-se na base para a língua francesa oficial.

Os textos mais antigos em francês são os Juramentos de Estrasburgo datados de 842; a língua, tal como era no período que vai até cerca de 1300, chama-se francês antigo, depois recebe o nome de francês médio e, finalmente, francês moderno.

O francês antigo transformou-se numa língua literária com as chansons de geste que contam as histórias dos paladinos de Carlos Magno e dos heróis das Cruzadas. Através do Decreto de Villers-Cotterêts, em 1539, o Rei Francisco fez do francês a língua oficial dos procedimentos administrativos e de corte em França, desalojando o latim, que era usado até então. Atualmente foi adotado pela ONU como o segundo idioma de diálogo internacional mais falado no mundo.

País

Benim

O Benim, oficialmente República do Benim (République du Bénin), é um país da região ocidental da África limitado a norte pelo Burquina Faso e pelo Níger, a leste pela Nigéria, a sul pela Enseada do Benim e a oeste pelo Togo.

A capital constitucional é a cidade de Porto-Novo, mas Cotonou é a sede do governo e a maior cidade do país. O país tem km² e uma população de 10 milhões de habitantes (2013). Do ao XIX, Benin foi governada pelo Reino do Daomé. Esta região foi referida como a Costa dos Escravos, desde as do devido ao grande número de escravos embarcados para o Novo Mundo durante o tráfico negreiro transatlântico. Após a escravidão ser abolida, a França tomou conta do país e rebatizou Daomé francês. Em 1960, Daomé ganhou a independência total da França, trazendo um governo democrático para os próximos 12 anos. Antiga colónia francesa, o país alcançou independência em 1 de agosto de 1960, com o nome de República de Daomé. Em 1975 o país adotou o atual nome de Benim, em razão de o país ser banhado a sul pela Baía de Benim.

Burkina Faso

O Burkina Faso, Burquina Faso, Burquina Fasso, ou simplesmente Burquina é um país africano limitado a oeste e a norte pelo Mali, a leste pelo Níger, e a sul pelo Benim, pelo Togo, por Gana e pela Costa do Marfim. Sua capital é a cidade de Uagadugu . Sua área territorial abrange quilômetros quadrados com uma população estimada de mais de de habitantes.

A região noroeste do país foi povoada entre e por caçadores-coletores. Assentamentos agrícolas apareceram entre e O cerne do que é atualmente o Burquina Faso foi composto principalmente pelos Reinos Mossis. Estes reinos Mossi se tornariam um protetorado francês em 1896. No final do, como consequência da Corrida a África no continente, a região do atual Burquina foi ocupada e anexada pela França, condição que se manteve até 1960 quando recuperou sua independência da potência colonial europeia.

Burundi

O Burundi ou Burúndi, oficialmente República do Burúndi, é um pequeno país de África, encravado entre o Ruanda a norte, a Tanzânia a leste e a sul e a República Democrática do Congo a oeste, neste país se encontra a nascente do Rio Nilo. A cidade mais populosa do país é Bujumbura, que foi a capital de Burundi até 24 de dezembro de 2018, quando a sede do governo foi transferida para Gitega. Está entre os países mais pobres da África e do mundo, tendo sido classificado em 2013 como o país com o décimo menor IDH do mundo.

Em 1885, na Conferência de Berlim, as potências europeias partilham a maior parte da África. O território do atual Burundi é entregue à Alemanha. A chegada dos colonos alemães, a partir de 1906, agrava antigas rivalidades entre os hutus (maioria da população) e a minoria tutsi, que exercia um poder monárquico. Os tutsis ganham status de elite privilegiada, com acesso exclusivo à educação, às Forças Armadas e a postos na administração estatal. Após a Primeira Guerra Mundial, o Burundi é unificado com a vizinha Ruanda, ficando sob tutela da Bélgica, que mantém as prerrogativas dos tutsis. Em 1946, a tutela passa para a Organização das Nações Unidas (ONU).

Camarões

Camarões, oficialmente a República dos Camarões ou ainda, por vezes, em português brasileiro República do Cameroun (République du Cameroun; Republic of Cameroon), é um país da região ocidental da África Central. Faz fronteira com a Nigéria a oeste; Chade a nordeste ; República Centro-Africana a leste; e Guiné Equatorial, Gabão e República do Congo, ao sul. O litoral dos Camarões encontra-se no Golfo do Biafra, parte do Golfo da Guiné e do Oceano Atlântico. O país é muitas vezes referida como "África em miniatura ", pela sua diversidade geológica e cultural. Recursos naturais incluem praias, desertos, montanhas, florestas tropicais e savanas. O ponto mais alto é o Monte Camarões no sudoeste, e as cidades mais populosas são Douala, a capital Iaundé (em francês, Yaoundé) e Garoua. Camarões é o lar de mais de 200 grupos linguísticos diferentes. O país é conhecido por seus estilos musicais nativos, especialmente makossa e bikutsi, e pela sua bem-sucedida seleção nacional de futebol. Francês e inglês são as línguas oficiais.

Os antigos habitantes do território incluem a civilização Sao em torno do Lago Chade e os caçadores-coletores Baka nas florestas tropicais do sudeste. Exploradores portugueses chegaram ao litoral no século XV e nomearam a área de Rio dos Camarões, que se tornou Cameroon em Inglês. Os soldados Fulani fundaram o Emirado Adamawa, no norte, durante o século XIX, e vários grupos étnicos do oeste e noroeste estabeleceram tribos poderosas e fondoms. Camarões foi elevado à categoria de colônia alemã em 1884 conhecido como "Kamerun".

Chade

Chade, também chamado de Tchade (تشاد; ), oficialmente República do Chade é um país sem acesso ao mar, localizado no centro-norte da África.

Faz fronteira com a Líbia a norte, com o Sudão a leste, com a República Centro-Africana a sul, com Camarões e Nigéria a sudoeste e com o Níger a oeste.

Comores

Comores, oficialmente União das Comores, é uma república federal insular, que compreende três das quatro ilhas principais do arquipélago de Comores, no Oceano Índico, localizado no extremo norte do canal de Moçambique na costa oriental da África. Seus vizinhos mais próximos são a Tanzânia a noroeste, Moçambique a oeste, as Seychelles a nordeste e a possessão francesa de Mayotte a sudeste. Sua capital é Moroni, na Grande Comore.

Com 1862 km² (excluindo a ilha contestada de Mayotte), Comores é o terceiro menor país africano em área territorial. A população é estimada em. Embora especule-se que o nome "Comores" se origine de povos árabes que teriam primeiro chegado às ilhas, o nome na verdade é oriundo da polinésia antiga, dos povos da Melanésia que se estabeleceram nas ilhas. O nome "Comores" foi tomado da antiga palavra polinésia "Chammoras", significando um de seus outros assentamentos. Estes habitantes tinham sua própria língua, que foi parcialmente influenciada pelos árabes que chegaram posteriormente. A União de Comores tem três línguas oficiais: comoriano, árabe e francês.

Costa do Marfim

A Costa do Marfim (Côte d'Ivoire), oficialmente République de Côte d'Ivoire, é um país africano, limitado a norte pelo Mali e pelo Burkina Faso, a leste pelo Gana, a sul pelo Oceano Atlântico e a oeste pela Libéria e pela Guiné. Sua capital é Yamoussoukro, mas a maior cidade é Abidjan.

Em Portugal, denomina-se ebúrneo, marfinês, costa-marfinês ou ainda costa-marfinense a quem é natural da Costa do Marfim. No Brasil, é marfinense. O governo marfinês solicitou à comunidade internacional em outubro de 1985 que o país seja designado apenas pelo nome francês Côte d'Ivoire e vários países e organizações internacionais acataram. No entanto, em português o país é comumente designado pelo seu nome traduzido Costa do Marfim, o mesmo ocorrendo em outras línguas, como Ivory Coast em inglês e Elfenbeinküste em alemão.

Djibouti

O Djibuti ou Jibuti (undefinedDjibouti ; جيبوتي, transliterado ' ), oficialmente República do Djibuti''', é um pequeno país do nordeste de África, limitado a norte pela Eritreia, a leste pelo estreito de Bab el Mandeb, pelo Golfo de Áden e pela Somália e a sul e oeste pela Etiópia. A capital é Djibuti.

O país está localizado na África Oriental, mais precisamente a leste do golfo de Áden. O golfo, o mar Vermelho e o canal de Suez são acidentes geográficos que servem de acesso ao oceano Índico e ao mar Mediterrâneo. A contribuição dada pela localização de Djibuti foi a transformação da capital do mesmo nome, em um porto principal. De modo potencial, a importância dessa localização é estratégica. Apesar da livre passagem dos navios pela litoral de Djibuti, para uma nação poderosa tomar posse da área, a possibilidade seria o controle da navegação de navios entre o oceano Índico e o mar Mediterrâneo.

Gabão

O Gabão, oficialmente República Gabonesa, é um país que se situa na África, limitado a norte pelo território de Rio Muni (Guiné Equatorial) e pelos Camarões, a leste e a sul pelo Congo e a oeste pelo Oceano Atlântico e pelo Golfo da Guiné, por onde é vizinho próximo de São Tomé e Príncipe e da ilha de Pagalu (Guiné Equatorial). Anteriormente uma colônia francesa, o Gabão se tornou independente em 1960. A capital e maior cidade é Libreville.

Desde sua independência da França em 17 de agosto de 1960, o Gabão foi governado por apenas três presidentes. No início de 1990, o Gabão introduziu uma constituição nova e democrática que permitia um processo eleitoral transparente. O Gabão foi também membro não permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas no período 2010-2011. A pequena densidade populacional, juntamente com abundantes recursos naturais e investimentos privados estrangeiros têm ajudado a fazer do Gabão um dos países mais prósperos da região e com o maior IDH da África Subsaariana.

Guiné

A Guiné (Guinée, em fula Gine), oficialmente República da Guiné (também chamada Guiné-Conacri para a distinguir da vizinha Guiné-Bissau), é um país da África Ocidental limitado a norte pela Guiné-Bissau e pelo Senegal, a norte e leste pelo Mali, a leste pela Costa do Marfim, a sul pela Libéria e pela Serra Leoa e a oeste pelo oceano Atlântico. Com 246.000 quilômetros quadrados e dez milhões de habitantes, a Guiné é uma república e a capital, sede do governo e maior cidade é Conacri.

São duas as hipóteses para o nome atual do território atual Guiné, primeiro: pode derivar de um império que existiu nessa região da áfrica durante o, era compreendido como Djinne , Ghinea

Guiné Equatorial

A Guiné Equatorial, oficialmente República da Guiné Equatorial, é um país da África Ocidental dividido em vários territórios descontínuos no Golfo da Guiné: um continental, Mbini (antiga colónia espanhola de Rio Muni), e outros insulares. A ilha de Bioco (antiga Fernando Pó), no norte do Golfo do Biafra, as outras ilhas são a de Ano Bom, a sul de São Tomé e Príncipe, e as ilhas Corisco, Elobey Grande e Elobey Pequeno (e ilhotas adjacentes) na baía de Corisco, ao largo do Gabão.

Sua capital é a cidade de Malabo, antigamente conhecida como Santa Isabel, mas para o ano de 2020 está prevista a inauguração da Ciudad de la Paz, uma cidade planejada para ser a futura capital do país.

Madagáscar

, oficialmente República de Madagáscar /Madagascar (malgaxe: Repoblikan'i Madagasikara; francês: République de Madagascar), anteriormente conhecida como República Malgaxe, é um país insular no Oceano Índico, que ocupa a maior ilha do continente africano, situada ao largo da costa sudeste da África.

Ademais da ilha de Madagascar (a maior ilha da África e a quarta maior do mundo), o país compreende numerosas ilhas periféricas menores. Após o desmembramento pré-histórico do supercontinente Gondwana, Madagascar se separou da Índia cerca de 88 milhões de anos atrás, permitindo que plantas e animais nativos evoluíssem em relativo isolamento. Consequentemente, Madagascar é um hotspot de biodiversidade; mais de 90 por cento de sua vida selvagem não é encontrada em nenhum outro lugar na Terra. Diversos ecossistemas da ilha estão ameaçados pelo avanço do rápido crescimento da população humana, bem como pelo recém-descoberto sapo-cururu que, segundo os pesquisadores, "poderia causar estragos na biodiversidade única de Madagascar".

Mali

O Mali ou Máli, oficialmente República do Mali, é um país africano sem saída para o mar na África Ocidental. O Mali é o sétimo maior país da África. Limita-se com sete países, a norte pela Argélia, a leste pelo Níger, a oeste pela Mauritânia e Senegal e ao sul pela Costa do Marfim, Guiné e Burkina Faso. O Mali tem uma área de km² e a sua população é estimada em cerca de 13 milhões de habitantes. A capital do país é Bamaco.

Formado por oito regiões, o Mali tem fronteiras ao norte, no meio ao Deserto do Saara, enquanto a região sul, onde vive a maioria de seus habitantes, está próximo aos rios Níger e Senegal. Alguns dos recursos naturais no Mali são o ouro, o urânio e o sal.

Marrocos

Marrocos (Maroc; ), oficialmente Reino de Marrocos (Royaume du Maroc) é um país soberano localizado na região do Magrebe, no norte da África. Geograficamente, Marrocos é caracterizado por um interior montanhoso acidentado, grandes extensões de deserto e um longo litoral ao longo do Oceano Atlântico e do Mar Mediterrâneo.

Marrocos tem uma população de mais de 33,8 milhões de pessoas e uma área de 446.550 quilômetros quadrados. Sua capital é Rabate e a maior cidade é Casablanca. Um poder regional historicamente proeminente, Marrocos tem uma história da independência não compartilhada por seus vizinhos. Desde a fundação do primeiro Estado marroquino por Idris I em 788, o país foi governado por uma série de dinastias independentes, atingindo o seu zênite sob as dinastias almorávida e almóada, abrangendo partes da Península Ibérica e noroeste da África. As dinastias Merínida e Saadiana continuaram a luta contra a dominação estrangeira e Marrocos continuou a ser o único país do Norte da África a evitar a ocupação pelo Império Otomano. A dinastia Alauita, a dinastia reinante atualmente, tomou o poder em 1666. Em 1912, Marrocos foi dividido em protetorados franceses e espanhóis, com uma zona internacional em Tânger, e recuperou a sua independência em 1956.

Mauritânia

A Mauritânia (موريتانيا; transl. Mūrītānyā; em berber: Muritanya ou Agawej; em uólofe: Gànnaar; em soninquês: Murutaane; em pulaar: Moritani; Mauritanie, ), oficialmente República Islâmica da Mauritânia (em árabe: الجمهورية الإسلامية الموريتانية, translit.: al-Jumhūriyyah al-ʾIslāmiyyah al-Mūrītāniyyah) é um país situado no noroeste da África. Situa-se na região do deserto do Saara, e faz fronteira com o oceano Atlântico a oeste, com o Senegal a sudoeste, com o Mali a leste e sudeste, com a Argélia a nordeste e com o Marrocos a noroeste. Recebeu o nome da antiga província romana da Mauritânia, que posteriormente batizou um reino berbere da região. A capital e maior cidade é Nuaquexote, localizada na costa do Atlântico.

Do ao VII, a migração de tribos berberes do Norte da África expulsou da região os bafures, habitantes originais da atual Mauritânia, ancestrais dos soninquês. Os bafures eram primordialmente agricultores, e estavam entre os primeiros povos do Saara a abandonar o seu estilo de vida tradicionalmente nômade. Com o gradual processo de desertificação da região, migraram para o sul. Seguiu-se uma migração em massa do povo que habitava a região do Saara Central para a África Ocidental, até que em 1076 monges-guerreiros islâmicos (almorávidas) atacaram e conquistaram o antigo Império do Gana, e assumiram o controle da região. Pelos próximos 500 anos os árabes foram a casta dominante da sociedade local, enfrentando resistência feroz da população local (tanto berberes quanto não berberes), da qual a Guerra de Char Bubá (1644-1674) foi o esforço derradeiro e malsucedido. Esta guerra colocou a população da Mauritânia contra invasores árabes da tribo maquil, vindos do Iêmen, liderados pela tribo dos Banu Haçane. Os descendentes desta tribo tornaram-se a, camada mais alta da sociedade moura. Os berberes mantiveram sua influência por terem a maior parte dos marabutos - indivíduos que preservam e ensinam a tradição islâmica. Muitas das tribos berberes alegam origem iemenita (ou árabe em geral), porém há pouca evidência que comprove o fato, embora existam estudos que façam uma ligação entre os dois povos. O hassaniya, um dialeto árabe influenciado pelo berbere, cujo nome é derivado de Banu Haçane, tornou-se o idioma dominante entre a população nômade da época.

Maurícia

(em inglês Mauritius, em francês Maurice, em crioulo mauriciano Moris), oficialmente República da Maurícia ou República de Maurício (em inglês Republic of Mauritius, em francês République de Maurice, em crioulo mauriciano Repiblik Moris), é um país insular do oceano Índico, a cerca de 2.000 km da costa sudeste do continente africano. O país inclui as ilhas de Maurício e Rodrigues, a 560 quilómetros a leste das Ilhas Maurício, e as ilhas exteriores (Agalega e as ilhas Cargados Carajos, conhecida oficialmente como Saint-Brandon). O país também reivindica o Arquipélago de Chagos, que faz parte do Território Britânico do Oceano Índico, e também reivindica a ilha de Tromelin, que faz parte das Terras Austrais e Antárticas Francesas. As ilhas de Maurício e Rodrigues fazem parte das Ilhas Mascarenhas, junto com a vizinha Reunião, um departamento ultramarino francês. A área do país é de 2.040 km². A capital e maior cidade é Port Louis. O país é membro da Commonwealth, da Francofonia e da União Africana.

Anteriormente uma colónia holandesa (1638–1710) e uma colónia francesa (1715–1810), as Maurícias tornaram-se uma possessão colonial britânica em 1810 e assim permaneceu até 1968, ano em que alcançou a independência. A colónia da Coroa Britânica de Maurício incluiu os territórios atuais das Ilhas Maurício, Rodrigues, as ilhas exteriores de Agalega, Saint-Brandon, Arquipélago de Chagos e Seychelles. Os territórios mauricianos gradualmente evoluíram com a criação de uma colônia separada de Seychelles em 1903 e a excisão do arquipélago de Chagos em 1965. A soberania sobre o arquipélago de Chagos é disputada entre Maurício e Reino Unido. O Reino Unido extirpou o arquipélago do território mauriciano em 1965, três anos antes da independência da Mauritânia. O Reino Unido gradualmente despovoou a população local do arquipélago e alugou a sua maior ilha, Diego Garcia, aos Estados Unidos. O acesso ao arquipélago é proibido a turistas ocasionais, os media e os seus antigos habitantes. As Maurícias também reivindicam a soberania sobre a ilha de Tromelin á França.

Mayotte

Maiote (em francês: Mayotte, nome também usado em português ) é um departamento ultramarino francês, situado entre o Oceano Índico e o Canal de Moçambique, na porção mais oriental do Arquipélago das Comores. Compreende a Ilha Mayotte propriamente dita, também conhecida por Mahoré ou Grande Terre, e duas ilhas bem menores: Pamanzi (ou Petite Terre) e Chissioi m'Zamboro. Os seus vizinhos mais próximos são Comores, a noroeste; Madagascar, a sudeste; Seicheles, a nordeste; Ilhas Gloriosas, dependentes das Terras Austrais e Antárticas Francesas, a nordeste; e Moçambique, a oeste. Sua capital é Mamoudzou.

Foi descoberta por navegadores árabes do período Abássida, no século IX, e anexada, juntamente com Comores. Em 1503, os portugueses foram os primeiros europeus a chegar à ilha. Foi anexada pela França em 1841.

Níger

O Níger (Niger), oficialmente República do Níger (em francês: République du Niger), é um país da África Ocidental. Faz fronteira com a Argélia e Líbia ao norte, a leste com o Chade, a sul com a Nigéria e Benim e a oeste com Burkina Faso e Mali. O país abrange uma área de quase, fazendo desta a maior nação da África Ocidental, com mais de 75% de sua área de terra coberta pelo Deserto do Saara. A população é predominantemente islâmica, sendo estimada em, conforme dados de 2013. A capital é Niamey, localizado no sudoeste do país, que é a sua cidade mais populosa.

O Níger é um país subdesenvolvido, e é consistentemente umas das nações que apresentam um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) muito baixo, com um total de 0,348 pontos, obtendo a 188ª classificação entre os países pesquisados, de acordo com dados do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Grande parte das porções não desérticas do país estão ameaçadas por secas periódicas e a desertificação. A economia está concentrada em torno de subsistência e o setor agrário concentra-se na região sul, a parte mais fértil de seu território. A exportação de matérias-primas, principalmente minério de urânio, também é um dos principais contribuintes da economia nigerina. O país enfrenta sérios desafios para o desenvolvimento devido à sua posição sem litoral, terreno desértico, má educação, extrema pobreza, falta de infraestrutura e degradação ambiental.

República Centro-Africana

A República Centro-Africana ou, raramente, República da África Central é um país localizado no centro da África, limitado a norte pelo Chade, a nordeste pelo Sudão, a leste pelo Sudão do Sul, a sul pela República Democrática do Congo e pela República do Congo, e a oeste pelos Camarões. A capital do país é a cidade de Bangui.

A maior parte da República Centro-Africana consiste em savanas, mas o país também inclui uma zona Sahel-sudanesa no norte e uma zona de floresta equatorial no sul. Dois terços do país estão na bacia do rio Ubangui (que desemboca no rio Congo), enquanto o terço restante está localizado na bacia do Chari, que desemboca no Lago Chade.

República Democrática do Congo

A República Democrática do Congo, denominada, entre 1971 e 1997, República do Zaire, e por vezes designada como RDC, RD Congo, Congo, R.D. ou Congo-Kinshasa para diferenciá-la da vizinha República do Congo (que também é chamada Congo-Brazzaville ou Congo-Brazavile) é um país da África Central.

Após a separação do Sudão do Sul, em 2011, passou a ser o segundo maior país da África em área - superado apenas pela Argélia. Faz fronteira a norte com a República Centro-Africana e com o Sudão do Sul, a leste com Uganda, Ruanda, Burundi e a Tanzânia, a leste e a sul com a Zâmbia, a sul com Angola e a oeste com o Oceano Atlântico, com o enclave de Cabinda e com o Congo. A capital e maior cidade é Kinshasa.

República do Congo

A República do Congo (por vezes chamado Congo-Brazzaville ou Congo-Brazavile para o distinguir da vizinha República Democrática do Congo) é um país africano limitado a norte pelos Camarões e a República Centro-Africana, a leste e a sul pela República Democrática do Congo, através do Rio Congo, a sul pelo exclave angolano de Cabinda e a oeste pelo Gabão e o Oceano Atlântico. Sua capital é a cidade de Brazavile.

O Congo é um país em desenvolvimento, membro da ONU, União Africana, Comunidade Económica e Monetária da África Central, ZPCAS e da Francofonia.

República Árabe Unida

A República Árabe Unida, RAU (em árabe:الجمهورية العربية المتحدة, al-Jumhūrīyah al-‘Arabīyah al-Muttaḥidah / al-Jumhūrīyah al-‘Arabīyah al-Muttaḥidah), foi um país que nasceu da união entre as repúblicas do Egito e da Síria, estabelecida em 1º de fevereiro de 1958, como um primeiro passo a caminho de uma "nação pan-árabe", com a união do Egito nasserista, da Síria e, durante um curto período, do Iêmen, a RAU aboliu a cidadania síria e egípcia, e seus habitantes passaram a ser chamados árabes, e o país era referido "território árabe", sendo a pátria árabe correspondente à área compreendida entre o golfo Pérsico e a costa do oceano Atlântico.

A RAU desapareceu em 1961, na sequência de um golpe de Estado, embora o Egito ainda continuasse usando essa denominação até 1971.

Reunião

Reunião é um departamento ultramarino francês no oceano Índico, localizado a leste de Madagáscar.

A ilha principal é uma das duas maiores Ilhas Mascarenhas, sendo o seu vizinho mais próximo a outra: a Maurícia.

Ruanda

Ruanda, oficialmente ( Pronúncia inglesa : /ruːˈændə/ ou /rəˈwɑːndə/; pronúncia kinyarwanda : [ɾwanda] ou AFI : [ɾɡwanda]), é um país sem costa marítima localizado na região dos Grandes Lagos da África centro-oriental, fazendo fronteira com Uganda, Burundi, República Democrática do Congo e Tanzânia.

Ruanda recebeu uma atenção internacional considerável devido ao genocídio ocorrido em 1994, no qual cerca de 800 mil pessoas foram mortas. Desde então, o país viveu uma grande recuperação social e, hoje em dia, apresenta um modelo de desenvolvimento que é considerado exemplar para países em desenvolvimento. Em 2009, uma reportagem da rede de notícias CNN classificou Ruanda como tendo a história de maior sucesso do continente, tendo alcançado estabilidade, crescimento da economia (a renda média triplicou nos últimos dez anos) e integração internacional. Em 2007, a revista Fortune publicou um artigo intitulado "Why CEOs Love Rwanda" (Por que os CEOs amam Ruanda, em tradução livre). A capital, Kigali, é a primeira cidade africana a ser galardoada com o Habitat Scroll of Honor Award, em reconhecimento de sua "limpeza, segurança e conservação do modelo urbano." Em 2008, Ruanda tornou-se o primeiro país a eleger uma legislatura nacional na qual a maioria dos membros era mulheres. Ruanda aderiu à Commonwealth of Nations em 29 de novembro de 2009 como seu quinquagésimo quarto membro, fazendo do país um dos apenas três membros sem um passado colonial britânico.

Senegal

O Senegal, oficialmente República do Senegal (em francês, République du Sénégal), é um país localizado na África Ocidental. Faz fronteira com o Oceano Atlântico a oeste, com a Mauritânia ao norte e ao leste, com o Mali, a leste, e com a Guiné e a Guiné-Bissau ao sul. A Gâmbia forma um quase-enclave no Senegal, penetrando mais de 300 km para o interior. As ilhas de Cabo Verde estão localizados 560 km da costa do Senegal. O país deve o seu nome ao rio que faz fronteira com ele para o leste e para o sul e sobe no Futa Jalom na Guiné. O clima é tropical e seco com duas estações: a estação seca e a estação chuvosa.

O atual território do Senegal tem visto o desenvolvimento de vários reinos, como o Império Uolofe, vassalo dos impérios sucessivos de Gana, Mali e Songhai. Depois de 1591, ele sofreu a fragmentação política do Oeste Africano consecutivo na Batalha de Tondibi. No, vários contadores pertencentes a vários impérios coloniais europeus se estabeleceram ao longo da costa, eles servem para apoiar o comércio triangular. A França assumiu ascendência gradual para os outros poderes e ergueu Saint Louis, Gorée, Dacar e Rufisque em comunas francesas regidas pelo estatuto dos quatro municípios. Com a Revolução Industrial, a França queria construir uma ferrovia para ligar e Lat Dior entrou em conflito com o rei Damel do Caior. Este conflito fez com que a França elevasse o Reino de Caior à categoria de protetorado em 1886, um ano após a Conferência de Berlim. A colonização de toda a África Ocidental é então preparada e Saint Louis e Dacar vão-se tornar duas capitais sucessivas da África Ocidental Francesa, criada em 1895. Dacar mais tarde se tornou a capital da República do Senegal, no momento da independência em 1960.

Seychelles

As Seicheles ou Seychelles (em inglês e francês, Seychelles; em seichelense, Sesel), oficialmente República das Seicheles ou Seychelles, são um país insular localizado no Oceano Índico ocidental, constituído por 115 ilhas distribuídas entre vários arquipélagos localizados a norte e nordeste de Madagáscar. Fazem parte das Seicheles as Ilhas Seicheles propriamente ditas, as Ilhas Amirante, as ilhas Farquhar, as ilhas Aldabra e algumas outras ilhas dispersas. Além de Madagáscar, os seus vizinhos mais próximos são as Maurícias, a sudeste, as Comores e Mayotte, a sudoeste, e as Ilhas Gloriosas, a sul. A capital do país é Victoria. Juntamente com a Tunísia, Líbia, Botswana e as Maurícias, são os únicos países do continente africano com Índice de Desenvolvimento Humano considerado alto.

Embora mareantes austronésios ou mercadores árabes possam ter sido os primeiros a visitar as desabitadas Seychelles, o primeiro registro europeu conhecido do avistamento das ilhas ocorreu em 1502, pelo almirante português Vasco da Gama, que atravessou as Ilhas Amirante, nomeando-as em honra de si próprio (ilhas do Almirante). A primeira visita a terra registrada e a primeira descrição escrita do arquipélago deve-se à tripulação do East Indiaman inglês Ascension em 1609. Fazendo parte da rota comercial entre a África e a Ásia, as ilhas eram ocasionalmente utilizadas por piratas até os franceses iniciarem o controlo do arquipélago em 1756, quando a Pedra da Possessão foi colocada pelo Capitão Nicholas Morphey. As ilhas foram nomeadas em honra de Jean Moreau de Séchelles, Ministro das Finanças de Luís XV.

Togo

O Togo, oficialmente República Togolesa, é um país africano, limitado a norte por Burkina Faso, a leste pelo Benim, a sul pelo oceano Atlântico e a oeste por Gana. Localizado no oeste da África, Togo é constituído por um estreito território que reúne povos de diferentes origens. O grupo étnico euê, o mais numeroso (45,4% da população), concentra-se no sul, perto do litoral, a região mais desenvolvida. A maioria dos habitantes vive da agricultura, cujos principais produtos são o algodão e a cana-de-açúcar. O país é um importante centro de comércio regional graças ao porto de sua capital, Lomé. Assim como muitos de seus vizinhos, é um dos países mais pobres do mundo. Cerca de 38,7% da população vive abaixo da linha de pobreza internacional, vivendo com menos de US$ 1,25 por dia. Outros 69,3% dos habitantes do país vivem com menos de US$ 2 por dia. O Togo é habitado por 7,965 milhões de habitantes, de acordo com dados de 2017 da CIA.

Do século XI ao XVI, várias tribos entraram na região vindas de todas as direções. Do século XVI ao século XVIII, a região costeira foi um importante centro comercial para os europeus para procurar escravos, com Togo e a região circundante passando a ser chamada pelo nome "Costa dos Escravos". Em 1884, a Alemanha declarou a região que inclui o atual Togo como um protetorado chamado Togolândia. Após a Primeira Guerra Mundial, o domínio sobre o Togo foi transferido para a França. Togo alcançou sua independência da França em 1960. Em 1967, Gnassingbé Eyadéma liderou um bem-sucedido golpe militar, tornando-se presidente de um estado declaradamente anticomunista e de partido único. Eventualmente, em 1993, Eyadéma enfrentou eleições multipartidárias, que foram marcadas por irregularidades, e conquistou a presidência por três vezes. No momento da sua morte, Eyadéma era o líder mais antigo na história da África moderna, tendo sido presidente por 38 anos. Em 2005, seu filho, Faure Gnassingbé, foi eleito presidente.

Tunísia

A Tunísia (, ; Tunisie, ; em berber: ⵜⵓⵏⴻⵙ), oficialmente República Tunisina (الجمهورية التونسية, transl.: al-Jumhūriyyah at-Tūnisiyyah; em francês: République tunisienne; em berber: ⵜⴰⴳⴷⵓⴷⴰ ⵏ ⵜⵓⵏⴻⵙ), é um país da África do Norte que pertence à região do Magrebe. É limitada ao norte e o leste pelo mar Mediterrâneo, através do qual faz fronteira com a Itália, ficando especialmente próxima da ilha de Pantelária e das ilhas Pelágias. Possui fronteira ocidental com a Argélia e a leste e sul com a Líbia . A sua capital e maior cidade é Túnis, que está situada no nordeste do país.

Quase 40% da superfície do território é ocupado pelo deserto do Saara. O restante é constituído de terras férteis, que foram berço da civilização cartaginesa, a qual atingiu o seu apogeu no, antes de sucumbir ao Império Romano.

Terras Austrais e Antárticas Francesas

As Terras Austrais e Antárticas Francesas (AO 1945: Terras Austrais e Antárcticas Francesas; Terres Australes et Antarctiques Françaises em francês), muitas vezes apresentadas apenas com a sigla TAAF, são um território de ultramar da França constituído por 5 distritos com uma área de 439 672 km²:

O território também é chamado de Terras Austrais Francesas (francês: Terres Australes Françaises) ou Territórios Franceses do Sul.

Laos

Laos ou Laus, oficialmente República Democrática Popular do Laos (em laosiano: ສາທາລະນະລັດ ປະຊາທິປະໄຕ ປະຊາຊົນລາວ, translit.: Sathalanalat Paxathipatai Paxaxon Lao, ), é um país asiático, localizado na Indochina e limitado a norte pela China, a leste pelo Vietname, a sul pelo Camboja, a sul e oeste pela Tailândia e a noroeste por Myanmar. Sua população foi estimada em 6,5 milhões de habitantes em 2012.

A história do Laos é traçada desde o reino de Lan Xang, que existiu do século XIV ao XVIII, quando era dividida em três reinos separados. Em 1893, formou-se um protetorado francês na região, constituído pelos reinos de Luang Phrabang, Vientiane (Vienciana, em português europeu) e Champasak, unindo-se para formar o que hoje é conhecido como Laos. Ele rapidamente ganhou a independência em 1945, após a ocupação japonesa, mas retornou ao domínio francês até que foi concedida sua autonomia em 1949. Laos se tornou independente de facto em 1953, com uma monarquia constitucional governada por Sisavang Vong. Logo após a independência, uma longa guerra civil no país culminou com o fim da monarquia, quando o movimento comunista Pathet Lao chegou ao poder em 1975.

Líbano

Líbano (, ;, ; em aramaico: לבנאנ), oficialmente República do Líbano (em árabe: اَلْجُمْهُورِيَّة اَللُّبْنَانِيَّة Al-Jumhūrīyah Al-Loubnānīyah, ), é um país localizado na extremidade leste do mar Mediterrâneo, na Ásia Ocidental, numa região que faz ligação entre esse continente e a Europa. Faz fronteira com a Síria ao norte e a leste e com Israel ao sul e a oeste com Chipre pelo mar Mediterrâneo. No cruzamento da bacia do Mediterrâneo, o Líbano é uma das regiões de antigas civilizações, como fenícios, assírios, persas, gregos, bizantinos e turcos otomanos, sendo que sua rica história formou a identidade cultural única em diversidade étnica e religiosa do país.

Os primeiros indícios de civilização no Líbano remontam há mais de anos de história registrada. O Líbano foi o local de origem dos fenícios, uma cultura marítima que floresceu durante quase anos . Após o colapso do Império Otomano após a Primeira Guerra Mundial, as cinco províncias que compõem o Líbano moderno ficaram sob mandato da França. O Líbano estabeleceu um sistema político único em 1942, conhecido como confessionalismo, um mecanismo de partilha de poder com base em comunidades religiosas. Foi criado quando os franceses expandiram as fronteiras do monte Líbano, que era maioritariamente habitado por católicos maronitas e drusos, para incluir mais muçulmanos. O país ganhou a independência em 1943, e as tropas francesas se retiraram em 1946.

República Khmer

A República Khmer (សាធារណរដ្ឋខ្មែរ) foi um período da história do Camboja que compreende o golpe de Estado contra o então príncipe Norodom Sihanouk, dando fim ao Reino do Camboja, pelo general Lon Nol, que se apresentou como chefe de Estado da nova política que chamou de República Khmer. Este novo Estado se alinhou aos Estados Unidos e ao Vietnã do Sul contra o Vietnã do Norte e o Viet Cong, cedeu seu território para bases estadunidenses para essa finalidade e entrou em confronto com os guerrilheiros do Khmer Vermelho, liderado por Pol Pot. O declínio do poder dos Estados Unidos na Guerra do Vietnã enfraqueceu o governo de Lon Nol, que caiu em 17 de abril de 1975 com a vitória do Khmer Vermelho, que fundou o Kampuchea Democrático. O golpe de Estado de Lon Nol ao príncipe Norodom Sihanouk foi a principal causa do ingresso do Camboja diretamente na Guerra do Vietnã. Durante este período, os Estados Unidos com a autorização do presidente Richard Nixon deu inicio a um programa de bombardeios intensos no nordeste do país, que causou muitas baixas de civis e não fez outra coisa senão reforçar os guerrilheiros do Khmer Vermelho. Lon Nol foi evacuado pelos norte-americanos no início de abril de 1975 e morreu no Havaí em 1985.

No dia 8 de março de 1970, enquanto o príncipe Norodom Sihanouk encontrava-se na França, oficialmente por razões médicas, várias manifestações ocorreram na província de Svay Rieng, localizada na fronteira com o então Vietnã do Sul, contra a presença de tropas vietnamitas na região. Os protestantes alegavam serem vítimas de requisições de pessoal e veículos para o transporte de material bélico e de serem alvo de limitações de sua liberdade de circulação por medidas administrativas vexatórias.

Síria

Síria (ou سوريا; transl.: ), oficialmente República Árabe Síria é um país localizado na Ásia Ocidental. O território sírio de jure faz fronteira com o Líbano e o Mar Mediterrâneo a oeste; a Turquia ao norte; o Iraque a leste; a Jordânia ao sul e Israel ao sudoeste. Um país de planícies férteis, altas montanhas e desertos, é o lar de diversos grupos étnicos e religiosos, inclusive árabes, gregos, armênios, assírios, curdos, circassianos, mandeus e turcos. Os grupos religiosos incluem sunitas, cristãos, alauitas, drusos, mandeus e iazidis. Os árabes sunitas formam o maior grupo populacional do país.

Antigamente, o nome de "Síria" era sinônimo de Levante (conhecido em árabe como al-Sham), enquanto o Estado moderno abrange os locais de vários reinos e impérios antigos, como a civilização eblana, do Sua capital, Damasco, está entre as mais antigas cidades continuamente habitadas do mundo. Na era islâmica, a cidade se tornou a sede do Califado Omíada e uma capital provincial do Sultanato Mameluco do Egito. A Síria moderna foi estabelecida após a Primeira Guerra Mundial durante o Mandato Francês e era o maior Estado árabe a surgir na região do Levante, que antigamente era dominada pelo Império Otomano. O país conquistou a independência como uma república parlamentar em 24 de outubro de 1945, quando a Síria tornou-se membro fundador da Organização das Nações Unidas, um ato que legalmente pôs fim ao antigo domínio francês — embora as tropas francesas não tenham deixado o país até abril de 1946.

Vietname

(em vietnamita: Việt Nam, ), oficialmente República Socialista do Vietnã/Vietname (em vietnamita: ), é um Estado soberano localizado no leste da península da Indochina, no Sudeste Asiático. Faz fronteira com a República Popular da China a norte, com Laos e com o Camboja a oeste, com o golfo da Tailândia a sudoeste, e a leste e sul com o mar da China Meridional, onde há mais de (e recifes) próximas e distantes da costa, muitas destas reivindicadas pelo Vietnã, sendo que ainda estão em disputa outros países, como a República da China (Taiwan), a República Popular da China, a Malásia e as Filipinas. Com uma população de mais de 90 milhões de habitantes, é o 14º país mais populoso do mundo, tendo Hanói como sua capital desde sua reunificação, em 1976.

A região do atual país fez parte da China Imperial por mais de um milênio, a partir de 111 a.C até 938 d.C. Os vietnamitas se tornaram independentes da China Imperial no ano de 938, após a vitória vietnamita na batalha de Bach Dang. Dinastias reais vietnamitas sucessivas floresceram quando a nação se expandiu geográfica e politicamente para o Sudeste da Ásia, até a península da Indochina ser colonizada pelos franceses em meados do século XIX. Na sequência de uma ocupação japonesa, na década de 1940, os vietnamitas lutaram contra o domínio francês na Primeira Guerra da Indochina, que resultou na expulsão dos Franceses em 1954. A partir daí, o Vietnã foi dividido politicamente em dois estados rivais, o Vietnã do Norte e o Vietnã do Sul. O conflito entre os dois lados se intensificou, com forte intervenção dos Estados Unidos, no conflito que ficou conhecido como a Guerra do Vietnã. A guerra terminou com a vitória norte-vietnamita em 1975. Após a vitória do Vietnã do Norte sobre o Vietnã do Sul, representado pela Frente Nacional de Libertação do Sul do Vietnã, o país passou a ser a República Socialista do Vietnã, mantida até aos dias atuais.

Bélgica

UNRWA]], UNTSO, UPU. A Bélgica tem uma área de 30.528 quilômetros quadrados e uma população de cerca de 10,7 milhões de habitantes.

Ocupando a fronteira cultural entre a Europa germânica e a Europa latina, a Bélgica é basicamente constituída por dois grupos linguísticos: os flamengos, falantes do holandês, e os valões, que falam francês, além de um pequeno grupo de pessoas que falam a língua alemã. As duas maiores regiões da Bélgica são a região de língua holandesa de Flandres, no norte, com 59% da população e a região francófona da Valónia, no sul, habitada por 31% dos belgas. A Região de Bruxelas, oficialmente bilíngue, é um enclave de maioria francófona na Região flamenga e tem 10% da população. Uma pequena comunidade de língua alemã existe no leste da Valónia. A diversidade linguística da Bélgica e conflitos políticos e culturais são refletidos na história política e no complexo sistema de governo do país.

França

França (France; 10px [//upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/c4/Fr-France.oga ouça] ), oficialmente República Francesa ([]), é um país, ou, mais especificamente, um Estado unitário localizado na Europa Ocidental, com várias ilhas e territórios ultramarinos noutros continentes. A França Metropolitana estende-se do Mediterrâneo ao Canal da Mancha e Mar do Norte, e do rio Reno ao Oceano Atlântico. É muitas vezes referida como L'Hexagone ("O Hexágono") por causa da forma geométrica do seu território e partilha fronteiras com a Bélgica e Luxemburgo a norte; Alemanha a nordeste; Suíça e Itália a leste; Espanha ao sul e com as micronações de Mônaco e Andorra. A nação é o maior país da União Europeia em área e o terceiro maior da Europa, atrás apenas da Rússia e da Ucrânia (incluindo seus territórios ultramarinos, como a Guiana Francesa, o país torna-se maior que o território ucraniano).

Por cerca de meio milênio, o país tem sido uma grande potência, com forte influência econômica, cultural, militar e política no âmbito europeu e global. Durante muito tempo a França exerceu um papel de liderança e hegemonia na Europa (principalmente a partir da segunda metade do e parte do XVIII). Ao longo daqueles dois séculos, a nação iniciou a colonização de várias áreas do planeta e, durante o e início do, chegou a constituir o segundo maior império da história, o que incluía grande parte da América do Norte, África Central e Ocidental, Sudeste Asiático e muitas ilhas do Pacífico. É conhecida como a terra natal da primeira grande enciclopédia do mundo, a chamada Encyclopédie, formada por 35 volumes e publicada entre 1751 e 1766, em pleno iluminismo do.

Grécia

Grécia, oficialmente República e historicamente conhecida como Hélade , é um país localizado no sul da Europa. De acordo com dados do censo de 2011, a população grega é de cerca de 11 milhões de pessoas. Atenas é a capital e a maior cidade do país.

O país está estrategicamente localizado no cruzamento entre a Europa, a Ásia, o Oriente Médio e a África. Tem fronteiras terrestres com a Albânia a noroeste, com a Macedônia do Norte e a Bulgária ao norte e com a Turquia no nordeste. O país é composto por nove regiões geográficas: Macedônia, Grécia Central, Peloponeso, Tessália, Epiro, Ilhas Egeias (incluindo o Dodecaneso e Cíclades), Trácia, Creta e Ilhas Jônicas. O Mar Egeu fica a leste do continente, o Mar Jônico a oeste e o Mar Mediterrâneo ao sul. A Grécia tem a 11ª maior costa do mundo, com quilômetros de comprimento, com um grande número de ilhas (cerca de, das quais 227 são habitadas). Oitenta por cento do país é composto por montanhas, das quais o Monte Olimpo é a mais elevada, a metros de altitude.

Guernsey

Guernsey, em inglês, Guernesey, em francês, ou aportuguesando para Guérnesei ou Guernesei é uma ilha no Canal da Mancha, dependência da Coroa Britânica que não faz parte do Reino Unido. Conjuntamente com Jérsia, forma as Ilhas do Canal. O Bailiado de Guernsey (Bailiwick of Guernsey, em inglês; Bailliage de Guernesey, em francês) está situado a norte da Normandia, entre o canal da Mancha e o golfo de Saint-Malo ao sul, com e . Divide-se em dois grupos de ilhas: o principal inclui as ilhas de Guernsey, Sark, Herm, Brecqhou e Jethou; o secundário, situado a nordeste, ao largo do cabo francês de La Hague, inclui as ilhas de Alderney e Burhou. O território mais próximo é Jérsia, a sueste, seguindo-se a França a oeste e a Inglaterra a norte.


Itália

Itália, oficialmente República Italiana , é uma república parlamentar unitária localizada no centro-sul da Europa. Ao norte, faz fronteira com França, Suíça, Áustria e Eslovênia ao longo dos Alpes. A parte sul consiste na totalidade da península Itálica, Sicília, Sardenha, as duas maiores ilhas no mar Mediterrâneo, e muitas outras ilhas menores ficam no entorno do território italiano. Os Estados independentes de San Marino e do Vaticano são enclaves no interior da Itália, enquanto Campione d'Italia é um ex-clave italiano na Suíça. O território do país abrange cerca de km² e a maior parte do seu território tem um clima temperado sazonal. Com 60,8 milhões de habitantes em 2015, é a quinta nação mais populosa da Europa e a 23.ª do mundo.

Roma, a capital italiana, foi durante séculos o centro político e religioso da civilização ocidental como capital do Império Romano e como sede da Santa Sé. Após o declínio dos romanos, a Itália sofreu inúmeras invasões de povos estrangeiros, desde tribos germânicas, como os lombardos e ostrogodos, aos bizantinos e, mais tarde, os normandos, entre outros. Séculos mais tarde, Itália tornou-se o berço das repúblicas marítimas e do Renascimento, um movimento intelectual extremamente frutífero que seria fundamental na formação subsequente do pensamento europeu.

Luxemburgo

Luxemburgo, oficialmente Grão-Ducado do Luxemburgo ou de Luxemburgo (em luxemburguês: Groussherzogtum Lëtzebuerg, em francês: Grand-Duché de Luxembourg, em alemão: Großherzogtum Luxemburg), é um pequeno Estado soberano situado na Europa Ocidental, limitado pela Bélgica, França e Alemanha. Luxemburgo tem uma população de pouco mais de meio milhão de pessoas e uma área de aproximadamente 2586 km².

Sendo uma democracia representativa parlamentar com um grão-duque como monarca constitucional, Luxemburgo é o único grão-ducado ainda existente. O país tem uma economia altamente desenvolvida, com um dos maiores PIB per capita do mundo. A sua importância histórica e estratégica remonta aos tempos da sua fundação, como uma fortaleza romana, no início da Idade Média. Foi um importante bastião espanhol enquanto a Espanha foi a principal potência europeia, influenciando todo o hemisfério ocidental e para além dos séculos XVI e XVII.

Mónaco

Mónaco, oficialmente (Principauté de Monaco ; em dialeto monegasco: Principatu de Múnegu), é uma cidade-estado soberana, e, portanto, um microestado, situado ao sul da França. Fazendo costa com o mar Mediterrâneo, o principado, fundado em 1297 pela Casa de Grimaldi – até hoje sua soberana –, fica a menos de 20 quilómetros a leste da cidade de Nice e 20 quilómetros a oeste da cidade de Ventimiglia. Possui aproximadamente uma área de 202 hectares (2,02 km²), sendo o segundo menor Estado do mundo, atrás apenas do Vaticano, com 44 hectares de área, e é o estado com a densidade populacional mais alta do mundo. Tem como forma de governo a monarquia constitucional, em que o monarca é Sua Alteza Sereníssima, o Príncipe Alberto II do Mónaco.

O Mónaco é um dos seis microestados da Europa e um dos 24 do mundo. É governado há mais de sete séculos pela Casa de Grimaldi, sendo uma das 48 monarquias da atualidade. O país tem sua economia baseada no turismo, e é conhecido por seu circuito de Fórmula 1, o Grande Prémio do Mónaco, o Casino de Monte Carlo e por ser a sede do World Music Awards. Outro atrativo do Mónaco é a fama de "paraíso fiscal", não estando os investidores sujeitos a impostos sobre renda. Por esses vários fatores, o Mónaco tem um dos custos de vida mais altos do planeta.

Suíça

Suíça ([die] Schweiz ; em suíço-alemão: Schwyz ou Schwiiz ; Suisse ; Svizzera ; Svizra ou ), oficialmente Confederação Suíça (em alemão: Schweizerische Eidgenossenschaft; em francês: Confédération suisse; em italiano: Confederazione Svizzera; em romanche: Confederaziun svizra), é uma república federal composta por 26 estados, chamados de cantões, com a cidade de Berna como a sede das autoridades federais. O país está situado na Europa Central, onde faz fronteira com a Alemanha a Norte, com a França a Oeste, com Itália a Sul e com a Áustria e o principado de Liechtenstein a Leste.

A Suíça é um país sem costa marítima cujo território é dividido geograficamente entre o Jura, o Planalto Suíço e os Alpes, somando uma área de km². A população suíça é de aproximadamente 7,8 milhões de habitantes e concentra-se principalmente no planalto, onde estão localizadas as maiores cidades do país. Entre elas estão as duas cidades globais e centros económicos de Zurique e Genebra. A Suíça é um dos países mais ricos do mundo relativamente ao PIB per capita calculado em 75 835 de dólares americanos em 2011. Zurique e Genebra foram classificadas como as cidades com melhor qualidade de vida no mundo, estando em segundo e terceiro lugar respectivamente e a Suíça como o melhor país para nascer em 2013.

Vaticano

Vaticano ou Cidade do Vaticano, oficialmente Estado da Cidade do Vaticano (Stato della Città del Vaticano ; Civitas Vaticana), é a sede da Igreja Católica e uma cidade-Estado soberana sem costa marítima, cujo território consiste de um enclave murado dentro da cidade de Roma, capital da Itália. Com aproximadamente 44 hectares (0,44 km²) e com uma população estimada de 1000 habitantes, é a menor entidade territorial do mundo administrada por um Estado.

A Cidade do Vaticano é uma cidade-Estado que existe desde 1929. É distinta da Santa Sé, que remonta ao cristianismo primitivo sendo a principal sé episcopal de 1,5 bilhão de católicos romanos (latinos e orientais) de todo o mundo. Ordenanças da Cidade do Vaticano são publicadas em italiano; documentos oficiais da Santa Sé são emitidos principalmente em latim. As duas entidades ainda têm passaportes distintos: a Santa Sé, como não é um país, apenas trata de questões de passaportes diplomáticos e de serviço; o Estado da Cidade do Vaticano cuida dos passaportes comuns. Em ambos os casos, os passaportes emitidos são muito poucos.

Canadá

O Canadá (Canada, ; Canada, ) é um país que ocupa grande parte da América do Norte e se estende desde o oceano Atlântico, a leste, até o oceano Pacífico, a oeste. Ao norte o país é limitado pelo oceano Ártico. É o segundo maior país do mundo em área total, superado apenas pela Rússia, e a sua fronteira comum com os Estados Unidos, no sul e no noroeste, é a mais longa fronteira terrestre do mundo.

As terras ocupadas pelo Canadá são habitadas há milênios por diferentes grupos de povos aborígines. Começando no fim do século XV, expedições britânicas, portuguesas e francesas exploraram e, mais tarde, se estabeleceram ao longo da costa Atlântica do país. A França cedeu quase todas as suas colônias na América do Norte em 1763 depois da Guerra dos Sete Anos. Em 1867, com a união de três colônias britânicas da América do Norte em uma confederação, o Canadá foi formado como um domínio federal de quatro províncias. Isto começou com um acréscimo de províncias e territórios e com um processo de aumento de autonomia do Reino Unido. Esta ampliação de autonomia foi salientada pelo Estatuto de Westminster de 1931 e culminou no Canada Act de 1982, que eliminou os vestígios de dependência jurídica do Parlamento Britânico.

Coletividade de São Bartolomeu

São Bartolomeu (em francês: Saint-Barthélemy), oficialmente Coletividade de São Bartolomeu (em francês: Collectivité de Saint-Barthélemy), é um território pertencente à França, com 21 km², envolvendo a ilha de São Bartolomeu e outros territórios pequenos próximos à ilha. Também conhecido por Saint-Barts, Saint-Barths ou Saint-Barth, a Coletividade de São Bartolomeu é um dos quatro territórios das Pequenas Antilhas que englobaram as Índias Ocidentais Francesas. A principal cidade da ilha é Gustávia, nomeada em homenagem ao rei Gustavo III da Suécia. Tem o estatuto de coletividade ultramarina desde 21 de fevereiro de 2007.

São Bartolomeu fica no Mar do Caribe imediatamente a sudeste das ilhas de São Martinho e Anguila. Alguns pequenos ilhotes de próximos pertencem a São Bartolomeu. Morne du Vitet, com 286 metros de altitude, é o pico mais alto da ilha.

Estados Unidos

), ou simplesmente Estados Unidos , são uma república constitucional federal composta por cinquenta estados e um distrito federal. A maior parte do país situa-se na região central da América do Norte, formada por 48 estados e Washington, D.C., o distrito federal da capital. Localiza-se entre os oceanos Pacífico e Atlântico, fazendo fronteira com o Canadá a norte e com o México a sul. O estado do Alasca está no noroeste do continente, fazendo fronteira com o Canadá no leste e com a Rússia a oeste, através do estreito de Bering. O estado do Havaí é um arquipélago no Pacífico Central. O país também possui vários outros territórios no Caribe e no Pacífico.

Com 9,37 milhões de km² de área e cerca de 309 milhões de habitantes, os Estados Unidos são o maior país em área total, o quinto maior em área contígua e o terceiro em . O país é uma das nações mais multiculturais e etnicamente diversas do mundo, produto da forte imigração vinda de muitos países. A economia dos Estados Unidos é a maior economia nacional do mundo, com um produto interno bruto que em 2008 foi de de dólares, o que foi equivalente a um quarto do valor do PIB nominal mundial e um quinto do PIB mundial por paridade do poder de compra.

Guadalupe

Guadalupe (Guadeloupe) é um departamento ultramarino da República Francesa nas Caraíbas (Caribe), constituído por dois grupos de ilhas: a "ilha de Guadalupe", que é na realidade composta por duas ilhas, Basse-Terre e Grande-Terre, e ilhas próximas.

As fronteiras fazem-se, por mar, com a Dominica, a sul, com Montserrat a noroeste e com Antígua e Barbuda a norte.

Haiti

Haiti (Haïti, ; em crioulo haitiano: Ayiti), oficialmente República do Haiti (République d'Haïti; Repiblik Ayiti ), é um país do Caribe. Ocupa uma pequena porção ocidental da ilha de Hispaniola, no arquipélago das Grandes Antilhas, que partilha com a República Dominicana. Ayiti ("terra de altas montanhas") era o nome indígena dos taínos para a ilha.

Em francês o país é chamado de La Perle des Antilles (A Pérola das Antilhas), por conta de sua beleza natural. O ponto mais alto do país é Pic la Selle, com metros de altitude. Tanto em área quanto em população, o Haiti é o terceiro maior país do Caribe (depois de Cuba e da República Dominicana), com 27.750 quilômetros quadrados e cerca de 10,4 milhões de habitantes, sendo que pouco menos de um milhão deles vivem na capital, Porto Príncipe. O francês e o crioulo haitiano são as línguas oficiais do país.

Martinica

Martinica (Martinique) é um departamento ultramarino insular francês no Caribe, com fronteiras marítimas com a Dominica ao noroeste, e com Santa Lúcia ao sul. Sua capital é Fort-de-France. Tem estatuto de região administrativa, assim como os outros departamentos da França (como Guadalupe, Reunião, Mayotte e a Guiana Francesa). A antiga capital, Saint-Pierre, ficou mundialmente famosa após a grande erupção vulcânica de 1902, no Monte Pelée. Em 29 de novembro de 2007, houve um sismo de 7,4 na escala de Richter, que foi sentido nos estados brasileiros de Amazonas, no Pará, Rondônia, Roraima e Amapá. Sua mais ilustre filha foi a primeira consorte do imperador Napoleão I: a imperatriz Josefina de Beauharnais.

* Maiores cidades: Fort-de-France (94 049 hab., 25% da população), Le Lamentin (35 460), Le Robert (21 240), Schœlcher (20 845), Sainte-Marie (20 098) (2006)

Saint-Pierre e Miquelon

São Pedro e Miquelão, São Pedro e Miquelon ou Saint-Pierre e Miquelon, (Saint-Pierre-et-Miquelon), oficialmente Coletividade de Ultramar de São Pedro e Miquelão (em francês: Collectivité d'Outre-mer de Saint-Pierre-et-Miquelon), é uma coletividade de ultramar da França situado no noroeste do Oceano Atlântico, perto da província canadense de Terra Nova e Labrador, a mais de a Leste de Montreal. É a única parte da Nova França que permanece sob controle francês, com uma área de e uma população de 6.080 habitantes no censo de janeiro de 2011.

As ilhas estão situadas na entrada da Baía da Fortuna, que se estende para a costa sudoeste de Terra Nova, perto dos Grandes Bancos. a 3.819 quilômetros de Brest, o ponto mais próximo da França Metropolitana, mas apenas 25 quilômetros da península de Burin em Terra Nova.

São Martinho

São Martinho (em francês: Saint-Martin), chamado oficialmente de Coletividade de São Martinho (em francês: Collectivité de Saint-Martin), é uma coletividade de ultramar da República Francesa, localizada no Caribe. Foi criada em 21 de fevereiro de 2007, englobando a parte norte da ilha de São Martinho e ilhéus vizinhos, sendo o maior deles Tintamarre. A cidade capital da coletividade é Marigot. A parte sul da ilha, chamada em neerlandês de Sint Maarten (São Martinho), integra o Reino dos Países Baixos.

A ilha foi descoberta por Cristóvão Colombo em 11 de novembro de 1493. Foi dividida entre a França e os Países Baixos em 1648. A parte francesa foi administrada a partir de Guadalupe até 21 de fevereiro de 2007, quando se tornou uma coletividade ultramarina separada.

São Vicente e Granadinas

São Vicente e Granadinas (Saint Vincent and the Grenadines, ) é um país das Caraíbas localizado nas Pequenas Antilhas. O seu território de 389 km² é constituído pela ilha de São Vicente e pelos dois terços norte da cadeia das Granadinas. Tem fronteiras marítimas com Santa Lúcia, a nordeste, e com Granada, a sudoeste, e é um dos países mais próximos de Barbados. De influência colonial britânica, é hoje parte da Commonwealth e do CARICOM. A sua capital, Kingstown, fica na ilha de São Vicente, e é o principal centro urbano do país.

Com uma área de 389 km², seu território consiste principalmente na ilha de São Vicente e os dois terços restantes em Granadinas, que são uma cadeia de ilhas menores que se estende ao sul da Ilha de São Vicente, em direção a Granada. A ilha principal de São Vicente mede 18 km de comprimento, 11 km de largura e 344 km² de área. As ilhas Granadinas, em sua totalidade, abrangem 60,4 quilómetros, com uma área total de 45 km². A maior parte da nação se encontra dentro do Cinturão de furacões.

Trinidad e Tobago

Trindade e Tobago , Trinidade e Tobago ou Trinidad e Tobago (apenas em português brasileiro) (em inglês: Trinidad and Tobago, ), oficialmente República de Trindade e Tobago (em inglês: Republic of Trinidad and Tobago), é um Estado soberano insular das Caraíbas (Caribe em português brasileiro) situado ao largo da costa nordeste da Venezuela e a sul de Granada, nas Pequenas Antilhas. Faz fronteira marítima com os Barbados a nordeste, com a Guiana a sudeste, e com a Venezuela a sul e a oeste. Situa-se na confluência do mar das Caraíbas com o oceano Atlântico.

O país tem uma área de e consiste nas ilhas de Trindade (ou Trinidad), Tobago e numerosos ilhéus. A ilha da Trindade é a maior e mais povoada, representando 94% da área do total e 96% do total de habitantes.

Nova Caledónia

(Nouvelle-Calédonie, ) é um arquipélago da Oceania situado na Melanésia — alguns graus a norte do Trópico de Capricórnio. Trata-se de uma comunidade conhecida como sui generis, ou seja, de sua própria espécie, anexado à França e não um território de ultramar. O Acordo de Nouméa, assinado em 1998, cria um estatuto especial para o território, além de prever para novembro de 2018 um referendo local sobre sua independência ou a manutenção do estatuto como parte da República Francesa (este último ganhou). A Nova Caledónia é a porção de terra mais distante do seu respectivo país soberano, estando localizada a aproximadamente de distância da capital francesa Paris. Possui uma superfície de 18 575 km². Está situada no Oceano Pacífico, a leste da Austrália e a norte da Nova Zelândia. Seu código postal começa com 988. Tem o status de pays d'outre-mer (região ultramarina) desde 1998.

Na estrutura econômica da Nova Caledônia, salienta-se o sector terciário com cerca de 40%, a agricultura com 32% e, por fim, a indústria com 28%. Em particular, a Nova Caledónia depende substancialmente da procura mundial de níquel, onde está entre os grandes produtores mundiais, e o turismo vindo de França, Japão e Austrália tem já uma certa importância na economia deste território.

Novas Hébridas

Novas Hébridas era o nome colonial dado a um grupo de ilhas no sul do Oceano Pacífico, que hoje formam a nação de Vanuatu.

As ilhas foram colonizadas no século XVIII por franceses e britânicos, após a visita do capitão James Cook.

Polinésia Francesa

A Polinésia Francesa (Polynésie française, ; em taitiano: Pōrīnetia Farāni) é um território da Polinésia dependente da França, com o estatuto de coletividade de ultramar (collectivité d'outre-mer), por vezes oficiosamente descrita como um país ultramarino (pays d'outre-mer). Localiza-se no Oceano Pacífico sul, a aproximadamente a leste da Austrália. É um dos mais vastos territórios do Pacífico, com, se considerada a área marítima ocupada, a Polinésia Francesa inclui cinco arquipélagos, o das Marquesas, o de Tuamotu, o de Gambier, o das Austrais e o da Sociedade (dividido em dois grupos, o das Ilhas de Barlavento e da Ilhas de Sotavento), além de algumas ilhotas exteriores a estes grupos, num total global de 118 ilhas e atóis, das quais 67 são habitadas.

Os territórios mais próximos são Quiribati, a noroeste, a colónia britânica de Pitcairn, a leste, e as Ilhas Cook, a oeste.

Wallis e Futuna

Wallis e Futuna (Wallis-et-Futuna, ; wallisiano e futunano: Uvea mo Futuna), oficialmente Território das Ilhas Wallis e Futuna (em francês: Territoire des îles Wallis-et-Futuna), é uma coletividade de ultramar da França, situada a leste da Austrália, no oceano Pacífico.

Habitadas por povos polinésios, mantêm a divisão tradicional em três reinos: o de Wallis e os dois que dividem a ilha de Futuna (Sigave e Alo).

Argentina

Argentina, oficialmente República Argentina, é o segundo maior país da América do Sul em território e o terceiro em população, constituída como uma federação de 23 províncias e uma cidade autônoma, Buenos Aires, capital do país. É o oitavo maior país do mundo em área territorial e o maior entre as nações de língua espanhola, embora México, Colômbia e Espanha, que possuem menor território, sejam mais populosos.

A área continental da Argentina está entre a cordilheira dos Andes a oeste e o oceano Atlântico, a leste. Faz fronteira com o Paraguai e Bolívia ao norte, com o Brasil e Uruguai a nordeste e com o Chile a oeste e sul. A Argentina reivindica uma parte da Antártida, sobrepondo as reivindicações do Chile e do Reino Unido no continente antártico, mesmo após todas as reivindicações terem sido suspensas pelo Tratado da Antártida de 1961. O país reivindica ainda as Ilhas Malvinas (Islas Malvinas) e Geórgia do Sul e Sandwich do Sul, que são administradas pelo Reino Unido como territórios britânicos ultramarinos.

Brasil

Brasil (pronuncia-se localmente ), oficialmente República Federativa do Brasil, é o maior país da América do Sul e da região da América Latina, sendo o quinto maior do mundo em área territorial (equivalente a 47% do território sul-americano) e sexto em população (com mais de 200 milhões de habitantes). É o único país na América onde se fala majoritariamente a língua portuguesa e o maior país lusófono do planeta, além de ser uma das nações mais multiculturais e etnicamente diversas, em decorrência da forte imigração oriunda de variados locais do mundo. Sua atual Constituição, promulgada em 1988, concebe o Brasil como uma república federativa presidencialista, formada pela união dos 26 estados, do Distrito Federal e dos municípios.

Delimitado pelo oceano Atlântico a leste, o Brasil tem um litoral de. O país faz fronteira com todos os outros países sul-americanos, exceto Chile e Equador, sendo limitado a norte pela Venezuela, Guiana, Suriname e pelo departamento ultramarino francês da Guiana Francesa; a noroeste pela Colômbia; a oeste pela Bolívia e Peru; a sudoeste pela Argentina e Paraguai e ao sul pelo Uruguai. Vários arquipélagos formam parte do território brasileiro, como o Atol das Rocas, o Arquipélago de São Pedro e São Paulo, Fernando de Noronha (o único destes habitado) e Trindade e Martim Vaz. O Brasil também é o lar de uma diversidade de animais selvagens, ecossistemas e de vastos recursos naturais em uma grande variedade de habitats protegidos.

Guiana Francesa

A Guiana Francesa (Guyane française, oficialmente apenas Guyane) é um departamento ultramarino e região da França, na costa do Atlântico Norte da América do Sul, nas Guianas. Faz fronteira com o Brasil a leste e sul e com o Suriname a oeste. Desde 1981, quando Belize se tornou independente do Reino Unido, a Guiana Francesa tem sido o único território continental nas Américas que ainda está sob a soberania de um país europeu.

Com uma área de 83.534 km², a Guiana Francesa é a segunda maior região da França e a maior região ultraperiférica dentro da União Europeia. Tem uma densidade populacional muito baixa, com apenas 3,4 habitantes por km². Metade de seus 281.612 habitantes em 2018 viviam na área metropolitana de Caiena, sua capital.

Linguagem

French language (English)  Lingua francese (Italiano)  Frans (Nederlands)  Français (Français)  Französische Sprache (Deutsch)  Língua francesa (Português)  Французский язык (Русский)  Idioma francés (Español)  Język francuski (Polski)  Franska (Svenska)  Limba franceză (Română)  フランス語 (日本語)  Френски език (Български)  프랑스어 (한국어)  Ranskan kieli (Suomi)  Bahasa Prancis (Bahasa Indonesia)  Prancūzų kalba (Lietuvių)  Fransk (Dansk)  Francouzština (Česky)  Француски језик (Српски / Srpski)  Prantsuse keel (Eesti)  Francúzština (Slovenčina)  Francia nyelv (Magyar)  Francuski jezik (Hrvatski)  Francoščina (Slovenščina)  Franču valoda (Latviešu)  Γαλλική γλώσσα (Ελληνικά) 
 mapnall@gmail.com